Av. Antonio Segre, 295, 1º andar, Ed. Liberal Center, sala 14. Jundiaí/SP
contato@humanativa.com.br

Blog da Humanativa

4 out 2017

O que você sabe pode ser o seu trabalho de hoje?

/
Postado por
/
Comentários0

Publicado originalmente no LinkedIn 04/10/2017

Neste último mês tive a alegria de receber a ligação do Professor e Consultor Luiz Affonso Romano e essa ligação tinha dois motivos: um era um puxão de orelha sobre um arquivo da autoria do Laboratório da Consultoria que estava em nosso site sem que pudesse estar (e foi resolvido, ufa!) e o outro motivo, que surgiu por causa desse infeliz problema, foi que começamos a conversar sobre consultoria.

E, então, veio a surpresa: duas pessoas que se dedicam a trabalhar com o que aprenderam e ensinam o que sabem podem também se reunir para compartilhar seus conhecimentos e experiências juntas.

Desde setembro, o Romano lá do Rio de Janeiro e eu daqui, em Jundiaí, nos reunimos diversas vezes por Skype e conversamos muito sobre o potencial e as possibilidades que trabalhar como consultor nos permite.

Em algumas dessas conversas falamos sobre quantas pessoas conhecemos, com quantas histórias de empresas e de vida nos relacionamos, para quantos problemas e soluções fomos apresentados, dividimos opiniões e olhares sobre como as pessoas decidem, analisam situações, pedem orientação ou querem aprender mais.

Tem sido um período riquíssimo de aprendizagem para mim, estar na presença (ainda que virtual) do Romano e ter a oportunidade de apresentar a ele um pouco sobre a minha visão a respeito do trabalho de consultoria.

Sabemos que muitas empresas que tiveram experiências frustradas com o resultado final de um projeto de uma consultoria têm pânico só de escutar esse nome de novo.

Qualquer projeto mau elaborado ou mal executado por qualquer profissional pode banalizar seu objetivo. Isso acontece com consultoria, coaching, treinamento e desenvolvimento de pessoas etc. O problema é quando isso se generaliza.

Fui apresentada à possibilidade de trabalhar como consultora ainda no primeiro ano de faculdade (há 16 anos) e imaginava uma lacuna quase eterna entre a minha posição no tempo daquele momento para o que tinha que aprender e praticar até o dia de hoje. O primeiro projeto foi em parceria com uma amiga e aprendemos na prática o que deveria ser feito. Isso exigiu muito estudo e esforço.

O que eu não imaginava era que o que eu aprendia na faculdade e aplicava em meu trabalho – o que faço até o dia de hoje – fosse o processo de toda a formação necessária que utilizo em projetos de trabalho atualmente. Cada livro se transformou em prática. Cada caso que conheci ou experiência que vivenciei afetou minha prática. A cada aula que hoje ministro ou assisto afeta o que faço no meu dia. Compartilho o que eu aprendo sem medo. Ensinar algo reforça nosso aprendizado sempre.

A percepção também é muito importante! O radar da observação não desliga. O tempo todo. As janelas das memórias estão sempre abertas associando conhecimentos, identificando oportunidades, enxergando soluções e gerando ideias. Muitas ideias.

Minha visão, hoje, sobre consultoria é algo prático: o que sabemos pode se transformar em seu trabalho? O que você pode ensinar tem valor? Se tiver, qual seria? Como colocar isso em prática?

Quando sabemos algo de verdade e somamos essa sabedoria a boas doses de segurança e profissionalismo, isso sim, pode se transformar em sua prática, em seu negócio se preferir chamá-lo assim.

Por que existe o trabalho de consultoria?

Existe para que o conhecimento e a sabedoria de uma pessoa possam ser aplicados na resolução de um problema, no processo de aprendizagem ou no aprimoramento (melhoria) de algo ou alguém.

O campo de trabalho de um consultor é amplo, e posso dar alguns exemplos dessas possibilidades:

Consultoria estratégica: quando o profissional atua com uma visão amplificada, sistêmicas, sobre o que se deseja resolver ou aprimorar. O trabalho fundamental é a formulação do que se deseja resolver ou melhorar. Identificar o verdadeiro problema é um trabalho intelectual e que exige expertise. O papel do consultor estratégico é apontar caminhos para que a solução seja desenvolvida e aplicada. Nem sempre o resultado é aquilo que as pessoas querem ouvir. Já escutou a máxima “crescer dói!”? Atuar como consultor estratégico é ter a segurança e a capacidade de apontar falhas e propor saídas inteligentes e ter certeza de que o cliente está muito bem orientado sobre o que foi realizado no projeto de consultoria.

Consultoria operacional: quando o profissional juntamente ao cliente “colocam a mão na massa” e além de identificarem os problemas, neste projeto, é possível o “fazer junto”. Essa modalidade de consultoria é importante para as pessoas que precisam aprender a fazer algo. A consultoria operacional é necessária quando as equipes precisam compreender a teoria e colocá-la em prática. Nestes projetos o know-how e a capacidade de se relacionar e ensinar pessoas é algo imprescindível ao consultor.

Assessoria: quando o consultor atua lado a lado às pessoas da empresa, oferecendo além dos seus conhecimentos e práticas, o suporte necessário para que cada fase do projeto que está sendo desenvolvido seja devidamente implantada ou implementada. A assessoria permite a atuação do consultor como uma linha de staff em seu organograma. Ele pode orientar, analisar, ser consultado, opinar e também oferecer direções além de por a “mão na massa” quando necessário. Atua de maneira intensiva no dia a dia organizacional, o que acontece hoje com os Business Partners na área de Gestão de Pessoas em algumas organizações.

E agora? Se você se identificou com alguma dessas modalidades acima e tem algo a ensinar, isso pode ser seu trabalho hoje?

Caso perceba que sim e não sabe por onde começar, agora começa nosso apoio. Diante de nossas conversas sobre a consultoria, surgiu a ideia de oferecermos nosso trabalho em formato de curso e atuando juntos em sala de aula.

Luiz Affonso Romano e eu, Janaína Firmino, iniciaremos este projeto chamado Consultoria da Prática, um curso presencial, que acontecerá inicialmente em Jundiaí/SP, dias 09, 10 e 11 de novembro, e estaremos à disposição para compartilharmos nossas experiências, técnicas, casos, modelagens de negócios que poderão da o start em seu projeto de consultoria.

Para saber mais sobre o curso, vou deixar aqui o link e se você se interessar em participar, inscreva-se. Serão apenas 20 vagas.

Ah! Veja a oportunidade: cada participante terá a oportunidade de receber orientação individual, por skype ou telefone, pelo professor Romano após o encerramento do curso.

Posso dizer algo agora: eu tenho aprendido muito!

Desejo boas oportunidades a todos e estou à disposição nos comentários deste artigo.

Um abraço!

Janaína Firmino

CURSO CONSULTORIA NA PRÁTICA